Jejum Engorda – Entenda o Motivo

Ficar em Jejum não vai te fazer Emagrecer, não se Engane!

Passar horas e mais horas em jejum de estômago vazio não emagrece. Muito pelo contrário: o hábito favorece o ganho de peso, e o acúmulo de gordura. E o pior é que essa gordura vai direto para a barriga, onde pode trazer problemas e ameaças para o corpo todo.

Ficar mais de quatro horas em jejum faz o corpo ficar mais propenso para adquirir doenças sérias que ameaçam, entre outras coisas, o coração.

Um estudo de caso recente realizado por nutricionistas aponta que, quanto maior o número de horas sem colocar nada na boca, maior tende a ficar a circunferência abdominal.

A descoberta é devido a uma análise de hábitos e características feitos com 379 mulheres de 10 a 75 anos de idade – umas mais com um pouco de excesso de peso, outras em forma. 

De acordo com a nutricionista responsável. O principal motivo que faz do jejum prolongado um inimigo da região abdominal é que a refeição ingerida após esse período de falta de nutrientes costuma ser totalmente desequilibrada calórica e nutricionalmente – na pesquisa, normalmente o período do jejum ocorria durante a tarde.  E ai geralmente quando tem acesso à comida, as pessoas, guiadas pela voracidade, não fazem escolhas saudáveis.

Quando nosso corpo é privado de energia, o organismo aciona todo um mecanismo que favorece a compulsão alimentar.
Descubra abaixo os motivos do por que jejuar regularmente pode aumentar a barriga e comprometer a saúde.

1. Hora do Almoço

Após ter feito essa refeição, o organismo está nutrido e saciado. Pense, na melhor das hipóteses, em uma refeição equilibrada – com arroz, feijão, carne e salada. Isso vai fornecer ao corpo proteínas, gorduras e carboidratos, além de vitaminas e minerais.

2. As Primeiras 4 horas após a Refeição

Nesse período, praticamente todas os nutrientes adquiridos pelo almoço são absorvidos. Depois desse tempo, as substâncias vão sumindo da circulação.


3. Jejum

Se depois dessas quatro horas o estômago ainda permanecer vazio, uma série de mudanças começa a ocorrer no metabolismo. Uma das principais alterações é com relação à glicose, que está praticamente esgotada.

Além de buscar alternativas para enviar ao cérebro – órgão vital que depende da substância para funcionar – o corpo passa a liberar mais grelina. Esse hormônio, quando produzido no estômago, desencadeia o sinal de fome.

Então, fica claro que a falta de glicose e o aumento de grelina na circulação podem levar aos ataques de gula.

4. Com o Tempo

Ficar nesse ciclo de longo período de jejum seguido de um apetite sem controle– aumenta o risco de problemas sérios, como gordura no fígado, obesidade e diabetes tipo 2.

Veja algumas opções de lanche para quebrar o jejum entre as refeições

Os lanches entre as grandes refeições evitam essa situação que predispõe ao ganho de peso.

jejum-lanche-morango-iogurte

📌 Iogurte + linhaça + aveia –  Essa pode ser considerada uma combinação apropriada para o café da manhã quando tiver começando o dia. Fonte de proteínas, gorduras boas e fibras, o lanche vai te deixar alimentado, sem aumentar muito o número de calorias ingeridas.

📌 Mamão + 2 colheres de sopa de aveia – Tanto a fruta quanto o cereal são riquíssimos em fibras. Também são uma ótima opção para começar o dia, dando saciedade até a hora do almoço.

jejum - lanche frutas
📌 Morango + biscoitos integrais – O morango é uma fruta com baixa caloria, mas é rico em antioxidantes. Já os biscoitos integrais reúnem fibras necessárias para dar a sensação de saciedade. O melhor de tudo: a dupla cabe na mochila.
📌 Biscoitos integrais + cream cheese + 1 suco de laranjaEssa combinação, é ideal para quando você precisa se alimentar e não tem muito tempo, tem fibras, proteínas, cálcio e vitamina C. São muitos benefícios e pouca complicação.

Deixe Seu Comentário