Dieta Ravenna – Saiba mais sobre ela

A Dieta Ravenna promete eliminar até 10% do peso logo no primeiro mês

Desenvolvida pelo psicanalista argentino Máximo Ravenna, a Dieta Ravenna é baseada em três bases essenciais- corte, medida e distância.

Método corta carboidrato refinado do cardápio 

O método conta não só com acompanhamento nutricional, como também de educadores físicos, todos trabalhando em conjunto em um ambiente chamado de centro terapêutico.

O primeiro pilar se baseia na eliminação do excesso de alimentos ingeridos, da compulsão e do número de refeições feitas no dia a dia. Esse princípio é um conceito relacionado tanto à quantidade da porção ingerida quanto na diminuição das medidas corporais.

Dieta Ravenna - Dr. Máximo Ravenna

Já a distância tem como objetivo afastar o indivíduo da comida na qualidade de compensação, minando e cortando a compulsão alimentar. 

A Dieta Ravenna faz restrição de algum grupo alimentar?

A dieta Ravenna não faz restrição de grupos alimentares. Podem ser consumidos carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e sais minerais. Mas elimina completamente os alimentos feitos com ou a base de farinhas e açúcares refinados. Esses alimentos também são conhecidos como carboidratos simples (pães, massas, bolos).

De acordo com nutricionistas especializados na dieta, durante o período de emagrecimento, não é permitida a ingestão desses alimentos por conta de seu alto índice glicêmico.

Os carboidratos simples são transformados em energia muito rapidamente no sangue, elevando a produção de insulina, podendo nos deixar com fome antes do que teríamos normalmente.

Os carboidratos simples fornecem muito poucos nutrientes à dieta, podendo ser excluídos sem prejuízos. No lugar desses serão consumidos os carboidratos complexos, ricos em fibras. Pois melhoram o funcionamento do intestino e causam saciedade.

Exemplo de carboidratos complexos são os grãos integrais, cereais, frutas e verduras. 

Dieta Ravenna -infografico

Existe uma promessa de perda de peso definida?

A média de perda de peso é difere entre homens e mulheres. Sendo que é possível perder uma média de 7% a 10% do seu peso no primeiro mês para eles. Enquanto as mulheres perdem de 5% a 7% do peso em média no mesmo período.

Dessa forma, um homem com peso de 90 Kg pode chegar a perder até 9 kg no primeiro mês. Já uma mulher com 90 Kg perderia até 6,3 kg no mês. Esses valores podem sofrer alterações de indivíduo para indivíduo. 

Quanto tempo dura a dieta?

A duração depende de quantos quilos o requerente precisa perder. A Dieta Ravenna é tem duas etapas: a de redução e a de manutenção. No primeira fase acontece a restrição de carboidratos e toda a perda de peso, levando o tempo necessário baseado no metabolismo de cada um.

Já o período de manutenção dura para sempre, e se baseia na reintrodução de todos os alimentos, porém deve ser feito com acompanhamento nutricional e reeducação alimentar.  

Quantas calorias são permitidas por dia?

Esse valor vai variar de pessoa para pessoa, é preciso fazer uma avaliação clínica para cada um. Mas a média é de 800 calorias por dia. Embora seja uma quantidade muito abaixo do recomendado normalmente em uma dieta, esse número tem um objetivo. Ingerindo baixa quantidade de calorias vai fazer com que nosso metabolismo modifique. E vai passar a queimar gordura em vez de glicose para produzir energia.

Um dos maiores problemas dessa inversão é que, ao eliminar gorduras, nosso corpo passa a produzir os chamados corpos cetônicos. Que em altos níveis podem ser prejudiciais às células. O fato da dieta não ser baseada somente na ingestão de proteínas e gorduras faz com que a produção de corpos cetônicos seja baixa, não afetando o organismo.

Dietas hipocalóricas que sugerem até 1000 calorias por dia não são consideradas saudáveis pela Organização Mundial da Saúde (OMS), pois levam em conta que o indivíduo pode não atingir a recomendação diária de nutrientes que uma pessoa necessita para se manter saudável.

Para se manter saudável, o necessário é que a demanda de energia não seja menor que a Taxa Metabólica Basal. A TMB é a necessidade básica de energia do organismo.  Mas o metabolismo basal de cada indivíduo também é levado em conta na elaboração da dieta Ravenna, e por isso a restrição calórica vai variar para cada indivíduo.  


É necessário o uso de suplementos alimentares?

Sim, diretamente ligado ao fato da restrição de calorias, isso pode fazer com que a pessoa não obtenha as quantidades necessárias de vitaminas e sais minerais por dia apenas com a alimentação.

Os cardápios da Dieta Ravenna são elaborado de forma equilibrada e englobam todos os grupos alimentares nas refeições, porém as quantidades ingeridas dos alimentos não vão alcançar as recomendações diárias para alguns nutrientes.

Sendo assim, é prescrito para cada paciente uma determinada quantidade de suplemento, que pode variar para mais ou menos conforme o andamento da dieta. A suplementação usada é encontrada em lojas especializadas, não havendo manipulação própria por parte da equipe.

São feitas quantas refeições por dia?

O cardápio da dieta Ravenna respeita quatro refeições diárias, e são divididas em café da manhã, almoço, café da tarde e janta.

O método não faz uso da principal recomendação de uma reeducação alimentar. Que é importante se alimentar a cada três horas, totalizando assim seis refeições ao longo do dia.  Isso porque quando há um número grande de refeições em um espaço curto de tempo, existe a possibilidade do exagero alimentar. Principalmente nos lanches e isso vai contra o pilar (corte) da dieta.

As refeições estabelecidas seguem um padrão bem definido. No almoço e jantar, por exemplo, primeiro deve ser servido um caldo quente com a função de diminuir a ansiedade. Em seguida é servida uma salada verde para dar saciedade. Logo na sequência vem o prato principal, que inclui uma proteína e um acompanhamento, e para finalizar vem a sobremesa.

As refeições são precedidas de um líquido quente, pois eles acalmam o indivíduo no momento da refeição e dão início ao processo de saciedade. Ao principal finalidade desse rotina é tornar a refeição prazerosa, eliminando a vontade por comidas estilo fast food.

Qual a importância da atividade física nesse método?

Os exercícios físicos são inseridos na rotina para ajudar na redução das medidas e no fortalecimento dos músculos, como parte de uma vida saudável. Por ser uma dieta hipocalórica, a frequência e quantidade de atividade física é avaliada caso a caso.

São oferecidas várias opções de exercícios no centro terapêutico, e o praticante escolhe o que mais combinar com seu gosto e horários. É preciso experimentar até encontrar algo que dê prazer e torne a prática de atividade física prazerosa, e não uma obrigação.

Quer entender melhor como essa dieta funciona?

Esclareça suas dúvidas com um especialista;

Deixe Seu Comentário